Antônio Barra Torres Presidente da Anvisa explica MENTIRA dos Argentinos

Agentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária entraram no campo da Neo Química Arena e interromperam o jogo entre Brasil e Argentina. 

Entenda o Caso na Entrevista de Antônio Barra Torres à Band News FM

Antonio Barra Torres, diretor-presidente da Anvisa, conversa ao vivo com a BandNews FM para explicar a suspensão da partida entre o Brasil e a Argentina.

Ele afirma que não houve o preenchimento de informações necessárias para contribuir com as medidas de restrição no Brasil e que, desde a manhã deste domingo (5), foi pontuado que a situação precisava ser monitorada.

A Polícia Federal foi até ao hotel, lugar onde os jogadores argentinos não estavam, e depois foram até ao estádio Neo Química Arena para suspender a partida entre os times.

Veta também: Argentinos MENTEM e Anvisa Paralisa Jogo entre Brasil x Argentina pelas Eliminatórias

“É lamentável, mas é preciso cumprir as leis”, afirmou Barra Torres. Ele diz que os jogadores mentiram no papel na sexta-feira (3) e que era preciso ser realizada a quarentena.

A determinação é que a quarentena fosse seguida para a realização da deportação. Barra Torres afirmou que há meses que existem as restrições: “não era uma novidade”.

Barra Torres disse que é preciso apurar a justificativa da demora da Anvisa em ter suspendido a partida do Brasil contra a Argentina. Ele também afirmou que as equipes da Agência estavam no estádio antes do jogo começar.

“Não recebi nenhuma mensagem no celular querendo colocar ‘panos quentes’ para acontecer a partida”, disse Barra Torres sobre a suspensão do jogo do Brasil contra a Argentina.

Em nota, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) também se manifestou. O órgão lamentou os fatos e se disse “surpreso” com a medida tomada pela Anvisa. Agora, a CBF afirma aguardar a decisão da Conmebol e da FIFA sobre a partida.

Fonte: Band News FM

0 Comentários

Deixe um comentário