→ Futebol – E a Tecnologia Chega à Fifa

Finalmente a Fifa decide usar a tecnologia em vídeo como auxiliar das arbitragens. Serão dois anos de testes antes da aprovação final.

Foram longos anos de espera, de sugestões, de tentativas, mas agora a fifa resolveu que não pode mais ficar longe da moderna tecnologia.

“Foi uma decisão histórica,” comemorou o novo presidente da Fifa, Gianni Infantini, logo após o Ifab (International Football Association Board) ou, simplesmente, International Board, ter anunciado as novidades a serem aplicadas no futebol.

t

A decisão mais importante, sem dúvida alguma, foi a adoção do vídeo para auxiliar o juiz em suas dúvidas. Eis o que decidiu a Fifa:

– Haverá um auxiliar de vídeo que assistirá ao jogo, da margem do campo, através de um aparelho que recebe e grava as imagens, possibilitando voltar os lances.

– Se o juiz estiver em dúvida quanto uma decisão, pedirá a ajuda do auxiliar de vídeo. Depois de assistir às margens, decidirá se muda sua opinião ou não.

“É preciso ficar bem claro que a decisão será sempre do juiz e somente dele. Quem pode pedir a verificação do lance é sempre o árbitro, mas ele pode combinar com o auxiliar de vídeo que o alerte em lance que não tenha visto”, informa Roberto Perassi, instrutor de arbitragem da Federação Paulista de Futebol.

Dúvidas que o vídeo poderá ajudar a esclarecer:

  • Se realmente existiu o pênalti (a falta foi cometida dentro ou fora da área?);
  • Se foi gol ou não;
  • Se o jogador a ser punido com o cartão foi identificado corretamente.

Isso evita a possibilidade de ocorrer o erro, até grosseiro, cometido no Brasileirão de 2015, quando o zagueiro David Braz foi expulso de campo e, na verdade, quem cometeu o penal foi seu companheiro, o lateral Zeca.

Outras decisões:
  • No início ou reinício do jogo após um gol, a bola pode ser movimentada em qualquer direção. Anteriormente, era obrigatório que o chute inicial fosse dado sempre para frente.
  • Um jogador que precisar de atendimento médico por ter sido atingido por um adversário que levou cartão amarelo ou vermelho, não precisará sair mais de campo para ser atendido.

Essa é também uma decisão importante, como lembra Roberto Perassi:

“Antes, o jogador tinha que sair de campo, para ser atendido e só podia voltar ao jogo quando autorizado pelo árbitro. Ora, enquanto ele ficava fora de campo, seu time estava com um jogador a menos. Isso caracterizava vantagem para o infrator, o que é contra a filosofia do futebol.”

Também está em estudo a questão chamada de “tríplice punição.” Essa situação ocorre quando um jogador comete um pênalti, impedindo uma clara situação de gol.

Compartilhe com quem você sabe que Ama o Futebol

Summary
Review Date
Reviewed Item
Técnologia no Futebol
Author Rating
51star1star1star1star1star

Você pode gostar...

Deixe um comentário